Publicado em: 24 de maio de 2024
Compartilhe:
Solenidade também contou com nomeação da gestão do HU/UFRR que será comandado por mulheres professoras da universidade – Foto: Divulgação-Ebserh

A Universidade Federal de Roraima assinou junto com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) na tarde desta quarta-feira (23) o contrato de gestão especial do Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco que se converterá no Hospital Universitário. A solenidade ocorreu no Salão Nobre da Reitoria em Boa Vista.

Estiveram presentes o ministro da Educação, Camilo Santana, o reitor da UFRR, José Geraldo Ticianeli, o presidente da Ebserh, Arthur Chioro, o governador de Roraima, Antonio Denarium, o prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, além de outras autoridades.

Com a assinatura desse contrato se inicia o processo que levará a gerência da Ebserh no Hospital das Clínicas e consequentemente implantação do novo Hospital Universitário da Universidade Federal de Roraima (HU/UFRR). Conforme o presidente da Ebserh, Arthur Chioro, a estrutura do novo hospital será incorporada a que existe no atual Hospital Dr. Wilson Franco. “Hoje temos uma estrutura de média complexidade e baixíssima incorporação tecnológica e de especialidades. Vamos transformar esse cenário. Neste momento viveremos uma fase de transição que durará um ano ou menos. Ao longo dos próximos seis meses, a unidade será administrada pelo Estado e a Ebserh começara a fazer progressivamente a entrada objetiva na administração”, explicou Arthur.

O Hospital Universitário será voltado à formação e especialização profissional na área da saúde e ao desenvolvimento de estudos clínicos inovadores. Dentro do projeto, dividido em duas etapas, estão previstos a construção de um bloco dotado de Centro Cirúrgico e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos, o aumento do número de leitos de 128 para 180, sendo 20 destinados à UTI, podendo chegar a 256 leitos. Além disso, terá a construção de um quarto bloco que será voltado ao atendimento dos povos indígenas e a criação do Centro de Imagem e do Ambulatório de Especialidades Médicas.

O investimento será de R$ 100 milhões que são divididos em R$ 50 milhões provenientes do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal, e R$ 50 milhões do Fundo Amazônia.


Gestão do HU feita por mulheres professoras da UFRR



Durante a solenidade foi assinado o termo de convênio entre o estado de Roraima e a UFRR para colaboração mútua visando a continuidade da prestação de serviço de atenção à saúde pela Secretaria de Saúde do Estado de Roraima no Hospital Universitário.

Na ocasião também foi nomeada a equipe que comandará a gestão do futuro Hospital. A superintendente do HU/UFRR será Bianca Jorge Sequeira, a professora Denise Figueiró Mendes será a gerente administrativa, a gerência de Ensino e Pesquisa fica com Ana Iara Costa Ferreira e Barbara Almeida Soares Dias será a gerente de Atenção à Saúde.

O reitor da UFRR, José Geraldo Ticianeli, destacou o trabalho em conjunto e a mudança de cenário da saúde pública estadual com a chegada do novo hospital. “Tenho que agradecer aos vários atores que foram importantes para que esse processo fosse concretizado e que são importantes no dia a dia para fortalecer a missão da nossa universidade. Com o HU/UFRR teremos um novo cenário de saúde pública dentro do nosso Estado. Ganhamos com uma formação mais especializada e principalmente a saúde pública de Roraima terá novas especialidades e um atendimento mais humanizado. Em um cenário muito breve, a população vai sentir uma diferença grande com esse trabalho integrado entre UFRR, Estado e município”, afirmou o reitor.

Em seu discurso, o ministro da Educação, Camilo Santana, exaltou o trabalho da UFRR no desenvolvimento da educação roraimense. “É a primeira vez que venho a Roraima e me senti muito feliz pela recepção. Destaco o trabalho de todos para que em tempo recorde pudéssemos chegar nesta etapa para implantarmos o novo hospital universitário. Ele vai desempenhar uma assistência fundamental também na saúde indígena. Viva a educação, o SUS e a UFRR”, pontuou o ministro.

Para o governador de Roraima, Antonio Denarium, a chegada do novo hospital universitário será um ganho para a educação e a saúde roraimense. “Gostaria de cumprimentar e agradecer as autoridades e servidores da Ebserh, da UFRR, dos governos municipais, estadual e todos que foram importantes nesse trabalho visando a implantação do novo HU. É um fato inédito e fico feliz, pois teremos mais um parceiro para melhoramos a qualidade de vida da nossa população. Todos saem ganhando, a população, a comunidade acadêmica, os estudantes da área da saúde, a UFRR”, observou o governador.

O prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, falou da parceria de longa data que a UFRR tem com a prefeitura e também do ganho que será a formação de profissionais de saúde com o HU/UFRR. “Temos o prazer de contar com a UFRR como um grande parceiro com ações e convênios. O HU vai dar oportunidade para que possamos formar diversos profissionais. É necessário falar que a maior parte dos nossos profissionais de saúde saem de dentro dessa universidade. O trabalho da UFRR é fundamental e muito especial para a nossa comunidade. Certeza que todo o investimento dito aqui será transformador”, afirmou o prefeito.

A nova superintendente do HU/UFRR, a professora Bianca Sequeira, lembrou os desafios na governança do HU/UFRR que será ampla voltada para as áreas da saúde e educação. “É um momento prazeroso, me sinto honrada e valorizada como profissional da área da saúde e também como professora. Temos um novo desafio a partir de agora e creio que o HU trará benefícios para várias frentes. Primeiro para população de Roraima em geral para ter acesso a um diagnóstico resolutivo, para os acadêmicos que irão aprender a ser profissionais cidadãos e a valorizar o SUS. O HU vai fomentar pesquisa, ensino e consequentemente desenvolvimento e fortalecimento das redes do SUS”, elencou Bianca.

Sobre a Unidade de Retaguarda Hospitalar dos Povos Indígenas – URHPI

O novo hospital universitário da UFRR contará com uma unidade voltada especialmente para a saúde indígena e um projeto específico que buscará atender as características e tradições dos povos originários.

O presidente da Ebserh, Arthur Chioro, explicou os objetivos dessa nova unidade. “Se trata de garantir a ampliação do hospital nas suas dimensões clínicas e cirúrgicas para adultos e ao mesmo tempo implementar essa unidade de retaguarda hospitalar para os indígenas. Os objetivos são de fortalecer a rede assistencial em Roraima, ampliar e qualificar os acessos dos povos indígenas aos serviços hospitalares, reduzir o tempo de espera para exames e a espera em longos períodos nas casas de apoio, estabelecer um vínculo com a CASAI”, demonstrou o presidente da Ebserh.

O reitor da UFRR lembrou o ineditismo do projeto, sendo a primeira unidade de retaguarda hospitalar voltado aos povos indígenas no Brasil. “Com essa unidade queremos respeitar a cultura e as tradições dos povos originários. Teremos um projeto com características especiais, com áreas adaptadas a realidade, as necessidades e os hábitos de vida dos pacientes indígenas. É algo inédito e consequentemente não temos nenhum exemplo no mundo de algo assim”, afirmou.

O ineditismo também foi pontuado pela nova superintendente do HU/UFRR, a professora Bianca Sequeira. “O HU será um hospital de retaguarda para esses povos indígenas e isso é único no Brasil e creio que no mundo também. É um grande desafio como um todo, mas é algo que impulsiona todos e tenho certeza que vai dar tudo certo”, contou Bianca.

Immediate Altex z-lib registration Вавада казино предлагает честные игры, простую регистрацию и щедрые бонусы. Зеркало обеспечивает постоянный доступ к платформе. Присоединяйтесь к Вавада и начните выигрывать уже сегодня!