Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Investimento em pós-graduação melhora notas da UFRR em avaliação quadrienal da Capes

Publicado: Quarta, 14 Setembro 2022 16:58 | Última Atualização: Quinta, 15 Setembro 2022 14:05

A pós-graduação da Universidade Federal de Roraima (UFRR) conseguiu bons resultados na avaliação  quadrienal 2017-2021 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC). As informações foram divulgadas no dia 12/9 e apontam o sucesso de diversas medidas adotadas pela UFRR para melhorar o seu desempenho acadêmico.

Conforme os dados da avaliação quadrienal, a UFRR aumentou de dois para cinco o número de programas de pós-graduação com nota 4. Nesta avaliação são atribuídas notas de 1 a 7 e o patamar mínimo, para o nível de mestrado, é 3.

Os programas de nota 4 são avaliados como "bom" e o conceito cinco é dado para os programas classificados como consolidados. Programas que alcançam os conceitos 6 e 7 são considerados de excelência.

A UFRR possui atualmente 10 cursos próprios de pós-graduação e participa de sete programas em rede. Dos cursos próprios, tiveram suas notas aumentadas de 3 para 4 os Programas de Pós-graduação em Geografia (PPGGEO), em Ciências da Saúde (Procisa) e em Letras (PPGL).

Os demais programas mantiveram as suas notas: 4 para Recursos Naturais (Pronat), Agricultura (Posagro) e 3 para os cursos de Antropologia Social (PPGANTS) e Sociedade e Fronteira (PPGSOF).

Os cursos avaliados pela primeira vez – Comunicação (PPGCOM) e Educação (PPGEduc) – receberam nota 3. Os programas que tiveram suas notas mantidas podem ainda entrar com recursos de revisão da avaliação, sendo possíveis outras boas notícias. Por ter menos de quatro anos de funcionamento, o Programa de Pós-graduação em Saúde e Biodiversidade (PPGSBIO) não entrou nesta avaliação quadrienal, mantendo a nota A.

Nos cursos em rede houve aumento da nota de 4 para 5 nos programas de pós-graduação em História (ProfHistória), de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal (Bionorte) e do mestrado Profissional em Ensino da Física (MNPEF).

O Mestrado Profissional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua) e o Programa de Pós-graduação em Educação na Amazônia (Educanorte) mantiveram a nota 4. 

Os programas Profissional em Ensino de Matemática (ProfMat) e o de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação (PROFNIT) tiveram suas notas diminuídas para 4 e 3, respectivamente, e entrarão com recursos para revisão da avaliação.

“Ao longo dos últimos anos, o PPGL/UFRR mudou de postura, adotou um modus operandi ainda mais crítico que a dos primeiros anos de sua existência e, como um corpo único, passou a enfrentar cada um dos problemas apontados pela Capes nas avaliações anteriores, de frente e coletivamente. Esse foi o fator decisivo para que toda a equipe alcançasse a tão almejada nota 4”, afirma o professor Roberto Mibielli, coordenador do Programa de Pós-graduação em Letras.

De acordo com Marcos Vital, pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação (PRPPG/UFRR), ter a maioria dos cursos com a nota 4 possibilita à instituição o planejamento de novas ações, inclusive de internacionalização, no escopo do Programa Nacional de Pós-graduação, além de refletir o apoio da gestão às ações de pesquisa e pós-graduação.

Conforme o pró-reitor, os resultados do processo avaliativo são frutos, além do esforço do corpo docente e da coordenação de cada programa, das ações desenvolvidas pela PRPPG por meio das Diretorias de Pós-graduação e de Pesquisa.

“Os Programas de Apoio à Pesquisa (PROPESQUISA) e de Apoio à Pós-graduação (APG) têm permitido o lançamento de vários editais de apoio a publicações e a pesquisadores, à consolidação dos Grupos de Pesquisa, de apoio as revistas institucionais, de bolsas para discentes, e de apoio às ações de inserção social, como no caso do Pós Cidadã . Estas iniciativas são fundamentais para o estabelecimento, manutenção e avanços da pós-graduação e Pesquisa na UFRR”, afirma o pró-reitor.

Outra medida importante para o resultado na avaliação quadrienal foi a descentralização de recursos, ação que tornou cada programa de pós-graduação em um centro de custos e facilitou o atendimento das especificidades.

A partir das recomendações da Capes, a PRPPG já iniciou uma série de reuniões com cada programa a fim de construir ações específicas que permitam obter notas ainda melhores no próximo quadriênio. Por outro lado, ainda este ano serão submetidos para avaliação da Capes a criação de cinco cursos de doutorado e dois de mestrado.

A gestão dialogada com os programas se constitui em ponto forte para a pós-graduação e as ações periódicas já desenvolvidas pela Diretoria de Pós-graduação, como os Seminários da Pós-graduação, serão reforçadas pelos apontamentos do órgão de regulação.

A Capes - A avaliação quadrienal da Capes faz parte do processo de avaliação periódica dos programas de pós-graduação stricto sensu no Brasil. Ela avalia a qualidade dos cursos de mestrado e doutorado oferecidos no país. É a partir dos conceitos atribuídos por ela, que os programas obtém a renovação do reconhecimento para continuarem funcionando no período subsequente.

registrado em:
Fim do conteúdo da página