Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

12 de maio: Dia Internacional da Enfermagem

Publicado: Quinta, 12 Mai 2022 08:00 | Última Atualização: Quarta, 11 Mai 2022 13:48

Neste 12 de maio é comemorado o Dia Internacional da Enfermagem. Para celebrar a data, o curso de Bacharelado em Enfermagem da Universidade Federal de Roraima (UFRR) fechou parceria com o Conselho Regional de Enfermagem de Roraima (Coren-RR) e estará de 12 a 20 de maio promovendo atividades técnicas/científicas e esportivas, conforme a programação da XXV Semana da Enfermagem, disponível aqui.
O curso de Enfermagem da UFRR teve sua criação aprovada no dia 11 de agosto de 2011, por meio da Resolução n.007/2011-GR/UFRR. Na comemoração dos 10 anos, foi publicado o e-book Memorial I Decênio do curso de Bacharelado em Enfermagem da UFRR, disponível no site da Editora da UFRR.
Atualmente, o bacharelado possui em seu quadro docente 23 profissionais, sendo 14 professores efetivos e nove substitutos. Além disso, conta com o apoio administrativo-pedagógico de uma técnica em assuntos educacionais com mestrado e uma servidora terceirizada.
O curso já formou 101 enfermeiros e tem 218 alunos ativos, distribuídos nas cinco séries da graduação.
Para também comemorar a data, a Coordenadoria de Comunicação da UFRR convidou professores, alunos e egressos da Enfermagem para que falassem sobre o curso e suas experiências na profissão:

Uma missão e um sonho
“Acho que os sentimentos se perdem nas palavras. Todos deveriam ser transformados em ações, em ações que tragam resultados”.
Florence Nightingale

A Enfermagem é uma profissão que compõe mais da metade das equipes de saúde e está na linha de frente do cuidado. Em Roraima, está presente em todos os contextos de atenção à saúde, da capital ao interior, incluindo as terras indígenas. No entanto, mais que números, a Enfermagem é composta por profissionais que conhecem muito bem o ser humano. São profissionais que estão sempre prontos e preparados para fazer pelo outro aquilo que ele sozinho faria com muita dificuldade ou que, talvez, nem sequer pudesse fazê-lo. Considerando a importância desses profissionais para a saúde da população, o curso de bacharelado em Enfermagem da UFRR, desde a sua criação, forma enfermeiros com base na indissociabilidade do tripé ensino, pesquisa e extensão, oferecendo à sociedade roraimense profissionais formados com uma visão crítica e holística do cuidado em saúde, com autonomia, respeito à vida humana em todas as etapas do ciclo de vida, conhecedores e defensores dos princípios do SUS (Sistema Único de Saúde) e capazes de atuar em um contexto tão singular, como o amazônico e o roraimense.
Ao longo dos meus 19 anos de formada e dos nove anos de docência, muitas experiências foram vivenciadas e é difícil expressar todo o carinho que sinto pela Enfermagem. Ser enfermeira é uma grande missão e ser professora sempre foi um sonho. Apesar dos desafios que a Enfermagem e a docência impõem, colocá-las em prática, diariamente, é uma honra! Formar enfermeiros qualificados para o cuidado é uma importante responsabilidade e fazer parte de tudo isso é muito gratificante.
Parabéns aos enfermeiros e a toda equipe de Enfermagem pela grande contribuição à saúde pública brasileira e roraimense, parabéns a todos os profissionais que compõem o curso de Enfermagem da UFRR pela competência e excelência no trabalho desempenhado!

Raquel Voges Caldart – Professora do curso de Enfermagem da UFRR.

Propósito: cuidar vidas
Enfermagem veio como um presente inesperado. Nunca havia imaginado cursar até o meu último ano do ensino médio e quando passei, em 2020, entrei de cabeça e me apaixonei pela área.
Estar cursando Enfermagem, ainda mais na UFRR, é um grande privilégio e orgulho para mim. Requer muita dedicação, foco e persistência no objetivo. Infelizmente, com a pandemia não pude vivenciar muitas coisas que o curso oferece e, sem dúvida, isso foi muito difícil! A falta de contato presencial com a turma e professores, além da dificuldade de estudar para entender a metodologia do curso no início foram situações muito desafiadoras!
Hoje já estou mais familiarizada com as metodologias ativas como o PBL (Sigla para Project Based Learning ou Aprendizagem Baseada em Projetos), que, inclusive, é uma ótima forma de o aluno absorver os conteúdos.
Agora, faltando apenas dois anos para o tão sonhado diploma, as minhas expectativas estão grandes e cada vez mais se alinhando com o meu propósito de cuidar de vidas. Quero exercer a minha profissão com grande maestria e por em prática tudo o que aprendi durante cinco anos. A Enfermagem vem ganhando lugar de destaque e conquistando vitórias como a do Piso Salarial PL 2564/2020! E quero contribuir para outras vitórias também.
Sou grata ao curso e aos professores(as) que exercem a Enfermagem de forma excelente e servem de inspiração para mim e aos meus colegas de turma!

Aimêe Leitão Cruz – Estudante do 5º semestre do curso de Enfermagem da UFRR.

Foco no desenvolvimento profissional e pessoal

Os cincos anos mais intensos da minha vida ocorreram durante a graduação de Enfermagem da Universidade Federal de Roraima. Dentro da proposta geral do curso, que busca tornar enfermeiros capazes de transformar a saúde pública utilizando a criticidade e a tomada de decisão baseadas em evidências, imergi com determinação para o cumprimento das atividades previstas. Portanto, agradeço imensamente pela oportunidade de ter vivido essa experiência e por ter aprendido muito com cada mestre.
Ainda na graduação, durante a execução do Programa de Monitoria, pude descobrir que o processo de ensino e aprendizagem é algo incrível. Por este efeito, os meus quase quatro anos como profissional enfermeiro se resumiram na prática docente. Esta vivência me fez perceber o quanto o enfermeiro, para a efetivação do cuidar, deve se basear em outra grande ciência: a pedagogia. Por isso, volto a repetir: obrigado, Enfermagem - UFRR por ter contribuído para meu desenvolvimento profissional e pessoal.
E para você que está trilhando o mesmo caminho, deixo esse texto: você pode não ser o melhor entre todos, mas pode ser o seu melhor. Faça acontecer a transformação na vida daqueles que necessitam do seu cuidado.

Pedro Eduardo Lima Siqueira – Egresso do curso de Enfermagem da UFRR e professor substituto.

O brasão da Enfermagem - A Enfermagem/UFRR tem um brasão desde 2013. Ele foi criado pela ex-aluna Maria Janaína Nogueira Cruz a idealizadora.
O escudo central, com o livro e os símbolos da Enfermagem, representa a força do conhecimento adquiridos pela teoria e prática durante a formação.
Os ramos verdes que circundam o escudo central representam a Amazônia brasileira.
O escudo simboliza proteção.
O livro com a frase em latim Ars Cogitare (Arte de Pensar) representa o curso e o processo teórico de aquisição do conhecimento profissional. Assim, a lâmpada e a cobra com a cruz significam:
▪ Lâmpada: caminho, ambiente.
▪ Cobra com a cruz: ciência.
A estrela simboliza o estado de Roraima, no extremo Norte do Brasil. E as faixas trazem a identificação do curso – Enfermagem, e da instituição – Universidade Federal de Roraima.

registrado em:
Fim do conteúdo da página