Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projeto desenvolve ações de sensibilização ambiental em escolas do PA Nova Amazônia

Publicado: Terça, 23 Novembro 2021 08:00 | Última Atualização: Segunda, 22 Novembro 2021 16:53

Plantar árvores de espécies nativas em áreas degradadas com as mudanças climáticas está relacionado à manutenção da água e ao equilíbrio ambiental. E fazer isso não é tão complicado como parece. Esse é o conceito das atividades do “Projeto viveiro e composteira no Projeto de Assentamento (PA) Nova Amazônia: ações de educação tecnológica visando a sensibilização ambiental”, iniciativa que conta com a participação de vários setores da Universidade Federal de Roraima (UFRR).
O objetivo é trabalhar a sensibilização de assentados e seus filhos para o cultivo de espécies nativas, por meio da construção de um viveiro de mudas. Somado a esse esforço, o projeto tenta relacionar as atividades de revegetação de áreas degradadas do PA Nova Amazônia com o aprendizado sobre germinação de sementes. Para isso atende a alunos assentados na Escola Municipal do Campo José David Feitosa Neto, no PA Nova Amazônia do Polo 1, e Escola Municipal Rural Aureliano Soares da Silva, localizada no PA Nova Amazônia I do Truaru.
O projeto é desenvolvido pela Associação dos Agricultores Familiares do Polo I do Projeto de Assentamento Nova Amazônia (AAFPPANA) em parceria com o curso de Licenciatura em Educação no Campo (Leducarr /UFRR) e a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares e Empreendimentos Solidários da Universidade Federal de Roraima (ITCPES/UFRR). Financiado pelo Banco da Amazônia, a ação é coordenada pelo professor Paulo Maroti junto com a AAFPPANA. Além disso, conta com o apoio da Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (Prae/UFRR).
Os alunos participantes do projeto, estimulados pelos professores das escolas municipais, participam por meio de atividade experimentais. A intenção é formar nas crianças a ideia da importância das árvores e das espécies florestais nativas e sua influência na questão climática e consequente conservação da água.
Diante da pandemia, o projeto utiliza uma plataforma web para divulgar os conteúdos experimentais sobre a germinação e WhatsApp para possíveis dúvidas dos alunos sobre os experimentos. Uma única atividade presencial foi desenvolvida nas duas escolas participantes do projeto junto aos professores. Nela foi apresentada a plataforma web e a metodologia de trabalho.
As atividades desenvolvidas irão culminar em dezembro, uma visita dos alunos e professores participantes do projeto ao viveiro de mudas, localizado na AAFPPANA , localizado na Vicinal 02, Pólo 1, Projeto de Assentamento Nova Amazônia.

registrado em:
Fim do conteúdo da página