Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Aula Magna apresentará desafios, inquietudes e possibilidades da chamada Era da Disrupção

Publicado: Quarta, 15 Setembro 2021 10:04 | Última Atualização: Quarta, 15 Setembro 2021 10:04

“Quais são os desafios presentes e futuros que temos e enfrentaremos enquanto universidades no Brasil e no mundo? Que processos teremos que interromper agora, para permitir florescer a nova árvore? Que conceitos e práticas precisamos substituir?”.  

Esses são alguns dos questionamentos que o professor doutor Fernando Menezes vai trazer à reflexão durante a Aula Magna comemorativa dos 32 anos da Universidade Federal de Roraima (UFRR), nesta quinta-feira (16). Com o tema “A Formação Superior na Encruzilhada da Disrupção”, o evento será on-line e gratuito, com transmissão pelo canal UFRROficial no YouTube, a partir das 19h. 

A palestra será mediada pela professora doutora Vângela Morais, do curso de Comunicação Social da UFRR. Haverá certificação de duas horas complementares para os participantes. A organização do evento disponibilizará link para preenchimento da lista de presença durante a transmissão. 

Fernando Menezes é chefe da Unidade de Recursos Humanos para Saúde da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS)/ Organização Mundial da Saúde Washington-DC (OMS) e professor adjunto da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). 

“Sinto-me muito honrado e extremamente agradecido por ser convidado para no trigésimo segundo ano da nossa universidade ter a oportunidade de proferir a Aula Magna. As colocações que farei estão baseadas em minhas últimas experiências com a direção de políticas públicas e acadêmicas na educação relacionadas com estruturas regionais de governo dos países membros da Organização Mundial da Saúde”, ressalta o professor, que foi reitor da UFRR no início dos anos 2000 e retorna à instituição nesse momento comemorativo. 

Sobre o tema da Aula Magna, conforme o professor, “é quase um consenso que muitos dos processos exitosos que nos trouxeram até hoje não nos servirão para o futuro”, portanto, estamos vivendo na chamada Era da Disrupção, onde processos pesados, lentos, monótonos e burocráticos dão espaço à capacidade humana de se reinventar, inovar e se adaptar. 

“Mantendo os nossos princípios e valores maiores, respeitando as nossas características únicas, porém transformando o que for necessário para promover a inclusão e eliminar as iniquidades presentes em nossa sociedade. Uma formação integral ‘disruptiva’ é fundamental”, explica o professor. 

O palestrante destaca, ainda, que romper o status quo não significa “jogar tudo fora”, mas “compreender em profundidade o que existe e o que foi concretizado, confrontar evidências, e ter coragem para inovar. Propor, em algumas situações, uma revolução e não esperar pela evolução que virá. Dar saltos, onde possível”, frisa. 

De forma concreta, a exposição abordará algumas experiências transformadoras. “É importante ressaltar que não trataremos de verdades (absolutas) ou caminhos únicos, mas de alternativas, possibilidades e inquietudes. Em um mundo onde existem várias necessidades de mudança, principalmente no campo social e humano, a ‘verdadeira inquietude’ talvez seja a grande alavanca para alcançar estas transformações”, apronta Menezes. 

 

UFRR passou por momento de disrupção na virada do século 

O professor Fernando Menezes foi o reitor eleito para Universidade Federal de Roraima (UFRR), na virada do século XX para o século XXI, exercendo a função de 2000 a 2004.  

A instituição “vivia um momento de transição, vinha de uma intervenção, que significava o final de um período. Período que eu defino como a primeira infância. O pioneirismo dos seus fundadores deveria dar lugar a juventude de uma universidade em consolidação”, relembra. 

Foi, então, que se iniciou o processo disruptivo. “Precisávamos de novos ideais, novos horizontes a perseguir; não foi à toa que o lema utilizado durante a nossa campanha ao reitorado foi o de reconstruir a universidade. Uma ‘disrupção’, precisávamos interromper um processo e começar um novo, criar credibilidade acadêmica interna e externa, integrar-se à comunidade roraimense para juntos projetarmos nosso futuro, a UFRR e o estado de Roraima. Criaríamos solo fértil para as próximas administrações”, ressalta. 

Relembrar este período, também é uma forma de, como diz o tema das comemorações dos 32 anos da UFRR “Celebrando a história e planejando o futuro”, perceber que a instituição está cada dia mais madura, segue se consolidando como uma universidade que oferta ensino de qualidade como um importante polo de desenvolvimento regional para Roraima e a Amazônia. 

“É uma grande satisfação contarmos com o professor Fernando Menezes para ministrar nossa aula magna. Trata-se de um profissional com vasta experiência no campo educacional e que cumpriu uma importante trajetória como professor e reitor da UFRR. Seus conhecimentos contribuirão certamente com a comemoração dos nossos 32 anos”, destaca o reitor professor José Geraldo Ticianeli. 

Além do princípio disruptivo e do processo de democratização da UFRR em uma “uma gestão com muitos ganhos e novas ações”, o professor Fernando Menezes destaca outra importante contribuição durante o período: a criação do Núcleo Insikiran, atualmente Instituto Insikiran de Formação Superior Indígena. 

“A propósito, na tradição Macuxi, Insikiran é o nome de um dos filhos de Makunaima. Deste modo, o hoje Instituto Insikiran surge não apenas da inspiração de um grupo de professores que já trabalhavam com o tema da educação indígena. Na nossa visão compartilhada se constituiria em um dos pilares essenciais para uma universidade jovem que queria ser reconhecida como integrada a comunidade e inovadora”, observa Menezes. 

 

32 ANOS DA UFRR - ACESSE AQUI A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DAS COMEMORAÇÕES. 

 

SERVIÇO: 

Aula Magna “A Formação Superior na Encruzilhada da Disrupção” 

Palestrante: Professor doutor Fernando Menezes (OPAS/OMS/UFPE) 

Data: 16 de setembro de 2021 

Hora: 19h (horário de Boa Vista-RR) 

Local: Canal UFRROficial no YouTube (https://www.youtube.com/user/UFRRoficial) 

registrado em:
Fim do conteúdo da página