Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Inscrições abertas para o III Encontro de Professores e Intérpretes de Línguas Indígenas de Roraima

Publicado: Sexta, 20 de Novembro de 2020, 11h14 | Última atualização em Sexta, 20 de Novembro de 2020, 11h19

A Universidade Federal de Roraima realizará, de 2 a 4 de dezembro, o III Encontro de Professores e Intérpretes de Línguas Indígenas de Roraima (III EPILIR). Este ano, em razão da pandemia do Coronavírus, o evento será totalmente virtual, de 8h as 12h, com transmissão pelo Canal do Programa de Valorização de Línguas e Culturas Indígenas – UFRR no YouTube.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio de FORMULÁRIO ON-LINE.

O objetivo do encontro é dar continuidade aos debates sobre a implementação de políticas para o multilinguismo em Roraima. O evento é realizado, anualmente, desde 2018, para troca de experiências entre os professores de línguas indígenas, com discussão de suas dificuldades e divulgação das conquistas.

ACESSE AQUI O SITE DO EVENTO.

“A Comissão Organizadora decidiu realizar algumas adaptações ao formato do Encontro, em decorrência da pandemia de Covid-19, que tanto tem ameaçado os povos tradicionais e originários: proporcionar um encontro on-line, à distância, por meio de plataformas digitais que nos possibilite prosseguir com o objetivo principal desta jornada, em segurança”, explica a professora Ananda Machado, membro da comissão organizadora do evento. 

Também são objetivos, planejar ações em conjunto, contribuir no ensino e aprendizagem das línguas e culturas indígenas em Roraima, reunir os intérpretes de línguas indígenas do Estado, contribuir nas discussões para a formação de tradutores e intérpretes em línguas indígenas, melhorar e ampliar essa área no Estado, produzir e organizar materiais para o ensino das línguas indígenas em Roraima.

No evento, serão abordados temas como educação escolar em línguas indígenas, cooficialização de línguas a nível municipal, inventário da diversidade linguística, serviço de mediação linguística, atendimento diferenciado em saúde, na área jurídica, assistência social, dentre outros assuntos.

“Mesmo distanciados fisicamente, o EPILIR será um espaço de aproximação, e estamos comprometidos em proporcionar um encontro em que as limitações sejam consideradas e que possa estreitar pontes entre comunidades e populações distanciadas territorialmente, e, ainda assim, unidas pelo reconhecimento de seus saberes e suas práticas”, destaca Ananda.

Organização - O EPILIR é realizado pelo Laboratório de Estudo e Ensino de Línguas e Literaturas Indígenas do Programa de Pós-graduação em Letras (PPGL/UFRR); e pelo Curso Gestão Territorial Indígena e Programa de Valorização das Línguas Indígenas de Roraima, ambos do Instituto Insikiran de Ensino Superior Indígena.

A organização do evento conta com o apoio da Organização dos Professores Indígenas de Roraima (OPIRR), do Conselho Indígena de Roraima (CIR) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN-RR).

Histórico - Desde 2018, o Programa de Valorização das Línguas e Culturas Macuxi e Wapichana (PVLCMW), vinculado à Universidade Federal de Roraima (UFRR), e a Organização dos Professores Indígenas de Roraima (OPIRR), vêm organizando o Encontro dos Professores e Intérpretes de Línguas Indígenas de Roraima, o EPILIR.

Nas duas primeiras edições, o encontro ocorreu no Centro Amazônico de Fronteiras na UFRR, reunindo aproximadamente 400 pessoas, a maior parte de indígenas interessados nas discussões de suas línguas no contexto escolar e nas atuações de profissionais em diversas áreas quanto aos usos das línguas, promovendo o respeito à diversidade linguística em diferentes espaços.

No ano de 2019, o EPILIR contou com a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Na compreensão de que os processos de ensino-aprendizagem-usos das línguas promovem o respeito à diversidade e a valorização dos conhecimentos das populações indígenas em Roraima por meio de suas próprias línguas e linguagens, quebrando as barreiras do monolinguismo tão centrado no português.

 

PROGRAMAÇÃO

Dia 02/12 (quarta-feira)

8 horas - Mesa 1 

Abertura:

OPIRR, CIR, OMIRR, APIRR, TWM, PAUXI, HUTUKARA, SEEDUME, COPING, SODIURR, UFRR, DIEI

Mediação: Maria Betânia (CIR)

10 horas - Mesa 2 

O Ensino de Línguas Indígenas: um compartilhar de experiências

Mediação: Edite Andrade (OPIRR).

Participação: Bruna Francheto; Cléia Wai Wai; Lelnícia André Padrinho; Joceline Neide Araújo Veras (curso de extensão); Maria Shirlene Souza (EAD-parceria Univirr-PVLCIR-UFRR).

Dia 03/12 (quinta-feira)

8 horas - Mesa 3

Línguas, Interculturalidade e Currículo: usos e sentidos

​Mediação: Benone Costa Filho.

Participação: Nilzimara de Souza Silva; Edite da Silva Andrade; Rosilda Silva.

10 horas - Mesa 4

Inventário Nacional da Diversidade Linguística

​Mediação: Larissa Guimarães.

Participação: Marcus Vinícius (IPHAN Brasília); Helder Perry “Línguas e Dialetos Yanomami no Brasil - Pacificando as visões sobre diversidade Yanomami”; Rosângela Morello (INDL Guarani Mbyá).

Dia 04/12 (sexta-feira)

8 horas - Mesa 5

Tradutores e Intérpretes de Línguas Indígenas: Experiências e Perspectivas

​Mediação: Cleia Alice Moraes.

Participação: Gerardo Garcia Chinchay (XIV curso de formação de intérpretes em Línguas Indígenas- Ministério da Cultura do Peru); Lucilene Souza da Silva (Intérprete no Tribunal de Justiça de RR); Jaqueline Neves Nordin (Formação de Intérpretes comunitários).

10 horas - Mesa 6

Políticas Linguísticas: Conquistas e Desafios

​Mediação: Ananda Machado.

Participação: Ivo Cípio Aureliano Makuxi (advogado e assessor jurídico do CIR); Deputada Joênia Wapichana; Gilvan Muller de Oliveira (Coordenador da Cátedra Políticas Linguísticas para o Multilinguismo (UNESCO).

registrado em:
Fim do conteúdo da página