Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

40º Enecom ocorre na UFRR - Inscrições abertas até 13/10

Publicado: Quinta, 26 de Setembro de 2019, 20h15 | Última atualização em Sexta, 11 de Outubro de 2019, 13h21

Repost: Rede Amazoom

A Universidade Federal de Roraima (UFRR) será sede da 40º edição do Encontro Nacional de Estudantes de Comunicação (Enecom). O evento  será realizado no período de 27 de outubro a 3 de novembro e discutirá o tema “Resistências Comunitárias”. Estudantes de todos os cursos de graduação do país podem participar.

Organizado pela Executiva Nacional dos Estudantes (Enecos) desde 1991, o Enecom é um evento com viés político que busca aproximar acadêmicos de comunicação de todo o país por meio de discussões, troca de vivências, palestras, oficinas e atividades lúdicas. Joana Darc, graduanda na Universidade Federal do Piauí (UFPI) e membro da Enecos, explica que, por muito tempo, os movimentos estudantis estiveram centrados nas regiões sul e sudeste, e agora passam a ganhar força em outros lugares.

“No contexto acadêmico, conseguir ouvir os ecos do norte é extremamente importante por ser uma região que necessita de organização popular e de instrumentos de luta. Roraima conseguir protagonizar esse espaço é fantástico”, contou.

Para Luan Selfish, coordenador do Enecom Roraima, sediar o evento é um importante passo para a consolidação política do cenário estudantil no estado. Segundo ele, o objetivo é abordar assuntos invisibilizados no restante do país, e dessa maneira, pensar em novas formas de fazer comunicação.

“A herança que temos dos povos tradicionais é o nosso grande diferencial. É a primeira vez que o tema indígena tem protagonismo e é abordado dessa forma [...] A resistência indígena se dá a partir da comunidade. Assim como eles, precisamos aprender a resistir juntos”, disse, explicando a escolha do tema.

Francisco Eduardo, um dos organizadores do encontro, enfatiza que tratar do assunto “é mais urgente do que nunca”.

“Nesse contexto político caótico de censura da educação e da cultura, e do discurso de ódio tomando cada vez mais força, discutir o tema Resistências Comunitárias é de extrema importância porque são grupos sociais minoritários que mais estão sendo prejudicados. Nessa reunião, vamos desenvolver juntos estratégias de como construir essa reação coletiva e como praticar uma comunicação não violenta”, afirmou.

No restante do país, estudantes já se mobilizam para a vinda a Roraima. Caio de Jesus, da Universidade Federal do Pará (UFPA), conta que os preparativos iniciaram, no entanto, é necessário lidar com alguns empecilhos.

“Desde que ficamos sabendo onde seria o próximo encontro ficamos muito felizes. Mas nós, pessoas do norte, temos uma certa dificuldade de nos locomovermos entre o próprio norte. As passagens são caras e as vezes é mais barato viajar para outras regiões. Apesar disso, estamos tentando levar o máximo de pessoas possível”, ressaltou.

COMO PARTICIPAR

Para fazer parte do Enecom Roraima 2019, é obrigatória a participação nos pré-encontros organizados pelos mobilizadores de cada região. Nestes espaços, são realizadas discussões e levantadas pautas regionais a serem levadas para o encontro nacional. 

Também é necessário realizar a inscrição até o dia 13 de outubro e efetuar o pagamento via transferência ou depósito bancário.

Mais informações estão disponíveis no site e no perfil do Instagram do Enecom.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página