Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > UFRR firma acordo com a Agência da ONU para Refugiados
Início do conteúdo da página

UFRR firma acordo com a Agência da ONU para Refugiados

Publicado: Quinta, 18 de Maio de 2017, 13h36 | Última atualização em Quinta, 18 de Maio de 2017, 13h42

Nessa quarta-feira (17), a Universidade Federal de Roraima (UFRR) firmou acordo com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) para desenvolver ações de educação, pesquisa e extensão acadêmica voltadas à população em condição de refúgio.

 

A UFRR é a primeira universidade da região Norte do País a firmar um acordo com a ACNUR, com o objetivo de cooperar na implantação da Cátedra Sérgio Vieira de Melo (CSVM), fórum acadêmico para a promoção dos direitos dos refugiados. Neste acordo de cooperação, a ACNUR estabelece linhas de ação na dimensão do ensino, pesquisa e extensão que serão executadas pela UFRR durante dois anos.

A ação tem a participação do curso de Relações Internacionais, Coordenadoria de Relações Internacionais (CRINT/UFRR), Grupo de Pesquisa (GEIFRON), Centro de Ciências Humanas (CCH) e membros de projetos de extensão que vem sendo desenvolvidos na UFRR. 

No ensino, há a previsão de inclusão na grade do curso de Relações Internacionais e na Pós-graduação, da disciplina "Direito Internacional para Refugiados". Na pesquisa, a UFRR já desenvolve estudos sobre A Integração dos Refugiados nos Centros Urbanos, além de outros trabalhos científicos vinculados ao Programa de Pós-graduação em Sociedade e Fronteira (PPGSOF). Na extensão, as aulas de português para os venezuelanos já iniciaram e também, o projeto Rede Acolher.  

O professor do curso de RI, Gustavo  Simões,  que é o coordenador da Cátedra  pela UFRR,  explica que o acordo visa atender à  população em condição  de refúgio, mas  sobretudo ampliar o  conhecimento sobre o  tema,  contribuindo para a formação acadêmica. “A rejeição ao migrante vem  aliada  a um desconhecimento e a  universidade quer  quebrar  barreiras,  diminuir o preconceito em  relação a esta população e, além disso, fazer pesquisa sistematizada, subsidiando novas políticas para esta população”, explicou o professor.

O reitor em exercício da UFRR, Dirceu Medeiros de Morais, destacou a importância da UFRR se posicionar e estar à frente deste trabalho na região Norte diante do cenário social desafiador encontrado em Roraima. "É mérito de toda a equipe técnica a realização das ações que já estão implementadas na UFRR. Todo o trabalho será redimensionado com a assinatura deste termo de cooperação, afinal este é um campo de trabalho importante para estudantes de várias áreas na oferta de serviços educacionais, intérpretes, consultoria jurídica, dentre outros", destacou.

Acolher - O trabalho prático com a população em condição de refúgio em projetos comunitários também é prioridade. Este trabalho já vem sendo desenvolvido por alunos e professores do curso de Relações Internacionais da UFRR. Um exemplo é o projeto de Extensão Rede Acolher, que realiza várias ações para os migrantes como orientações jurídicas, atividades de recreação e aulas de português.

Para a representante da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), Isabel Marquez, estas ações mostram a preocupação da UFRR no envolvimento com as demandas desta população. “Já participei de muitos eventos nas universidades, mas a UFRR tem um diferencial que é o interesse dos gestores e dos acadêmicos em ações voluntárias que possam contribuir na ajuda aos venezuelanos. É fundamental sair da sala de aula e encarar a realidade”, declarou a representante.

  

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página