Instituto Insikiran PDF Imprimir

INSTITUTO INSIKIRAN DE FORMAÇÃO SUPERIOR INDÍGENA


Criado em 2001 pela Resolução nº 015/2001-CUni, como Núcleo Insikiran, posteriormente transformado em Instituto  Insikiran de Formação Superior Indígena, pela Resolução nº 009/2009-CUni-UFRR, o Instituto é caracterizado como um espaço interinstitucional de diálogo com as organizações e comunidade indígenas de Roraima, contanto com a participação de instituições governamentais e não governamentais nas discussões e decisões administrativas e políticas como: Organização dos Professores Indígenas de Roraima-OPIRR, Conselho Indígena de Roraima-CIR, Associação dos Povos Indígenas de Roraima-APIRR, Organização das Mulheres Indígenas de Roraima-OMIR, Fundação Nacional do Índio-FUNAI e Divisão de Educação Indígena da Secretaria de Estado da Educação de Roraima.

O objetivo maior da Licenciatura intercultural é o de formar e habilitar professores indígenas em Licenciatura Plena com enfoque intercultural, para atuarem nas seguintes áreas de concentração: Ciências Sociais, Comunicação e Artes e Ciências da Natureza, de acordo com as especificidades dos povos indígenas de Roraima e com a legislação vigente. Atualmente conta com dois cursos de graduação: Licenciatura Intercultural e Gestão Territorial Indígena.

 

ALUNOS INDÍGENAS MATRICULADOS POR CURSO – UFRR

Licenciatura Intercultural  -259
Gestão Territorial Indígena - 80
História                               - 14
Economia                            - 13
Ciências Sociais                  - 11
Matemática                         - 08
Medicina                             - 07
Agronomia                          - 06
Biologia                              - 04
Física                                 - 04
Secretariado                      - 04
Outros                                - 13
TOTAL                                423

 

Principais Ações e Projetos

-

Curso de Licenciatura Intercultural

Discute a educação escolar indígena a partir dos princípios da interculturalidade, da transdisciplinaridade e da dialogia social, com o intuito de propiciar formação adequada para que os professores indígenas construam projetos de educação escolar mais condizentes com as necessidades específicas das suas comunidades. O curso habilita professores indígenas para trabalhar na educação básica com o objetivo de atender a necessidade de recriação da instituição escolar.
É um curso de graduação com duração de 4 anos e meio e atende a seis povos: macuxi, wapichana, taurepang, ingarikó, ye´kuan e wai-wai. Em 2009 o curso de Licenciatura Intercultural contava com um total de 179 alunos devidamente matriculados. Vale destacar que 118 professores indígenas foram graduados entre 2009 e 2010.

 

Curso de Gestão Territorial Indígena

É um curso de graduação com duração de 4 anos, a primeira turma iniciou as aulas em março e a segunda em agosto de 2010, cada turma com  40 alunos, totalizando 80.


- Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID

Coordenadora: Profa. Dra. Fabíola Almeida de Carvalho

Subprojeto: Licenciatura Intercultural

Frente à crescente oferta da instituição escola nas comunidads indígenas e aos desafios a serem enfrentados para a implementação de propostas pedagógicas, este subprojeto pretende propiciar a experimentação de metodologias planejadas e construídas com o foco nas escolas do ensino fundamental e na realidade das aldeias indígenas de Roraima.

Projetos Político Pedagógicos e Diversidade Cultural em Escolas Indígenas em Roraima ( Observatório de Educação Escolar Indígena – CAPES/PPGL/INSIKIRAN
Coordenador: Prof. Dr. Elder José Lanes

Contribuir para o avanço do conhecimento e reflexão sobre a realidade das escolas indígenas em Roraima, no que diz respeito aos Projetos Políticos Pedagógicos e seus relacionamentos com as diferentes realidades socioculturais do Estado de Roraima.
Construir e publicar material analítico sobre a questão dos PPPs em escolas indígenas.
Contribuir para a discussão do local dos conhecimentos tradicionais nas Escolas Indígenas em Roraima.
Discutir envolvendo professores e comunidades a questão das línguas (indígenas, português, inglês e espanhol) nas escolas indígenas em Roraima fomentando, desta forma, a reflexão sobre as políticas linguísticas locais e regionais para essas escolas.
Formar um espaço e grupo de discussão para os temas relativos aos PPPs e escolas indígenas em Roraima.

- Programa de revitalização e valorização de Línguas Indígenas: Wapichana e Macuxi

Tem o objetivo de ensinar a língua Wapixana na escrita e na fala, além de valorizar a língua e a cultura Wapixana, incentivar o uso da língua indígena no ensino médio e superior, reconhecer a importância da cultura e língua Wapixana como patrimônio.
O ensino da língua Wapixana se faz necessário para ajudar pesquisadores, professores e demais interessados a melhor compreender e relacionar-se com as culturas que trabalham. No caso dos indígenas urbanos, contribuir para reafirmarem suas identidades também pelo estudo da língua.

Também estão em processso de implementação outros projetos como:

- Política de editoração e publicação de materiais pedagógicos;
- Boletins informativos;
- Atlas da TISM;
- Dicionário da língua Macuxi;