linha top1
Universidade Federal de Roraima

1. A linha de pesquisa se volta para realização de projetos de investigação focados na interface dos campos da Antropologia, Direito, Educação e Saúde. Na área de Direito, temas que envolvam processos judiciais, novos sujeitos de direitos, laudos antropológicos como instrumentos de garantia de direitos fundamentais das populações diferenciadas. No diálogo entre Antropologia e Educação, temas que envolvam metodologias, aspectos teóricos e implicações políticas nesse debate, fora dimensões etnográficas de pesquisa no contexto escolar. No campo da saúde, investigações que remetam as práticas de cuidado, itinerários terapêuticos e implementações de políticas públicas. A linha de pesquisa se propõe ainda a fortalecer o intercâmbio com os países vizinhos numa troca de experiência e de realização de projetos em comum.


2. Esta linha de pesquisa focaliza estudos das experiências e narrativas contemporâneas de circulação de pessoas, capitais, informações, objetos e mercadorias, no âmbito dos processos culturais, políticos e ideológicos, em sua interface com a experiência dos agentes sociais. Incluem estudos comparativos transnacionais de fronteira, estudos em etnografia de instituições, trajetórias de pessoas e bens culturais, assim como, os processos sociais de patrimonialização e memória. Nesta linha contemplam-se temas ligados à memória social de diferentes grupos (campesinos, migrantes, povos tradicionais, povos indígenas, garimpeiros, entre outros) sobre as mudanças e continuidades do patrimônio cultural.