linha top1
Universidade Federal de Roraima

Apresentação

Ligado .


O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), instituído pela Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004, estabeleceu a formação da Comissão Própria de Avaliação – CPA, em cada instituição de ensino superior.

A CPA é responsável pela coordenação dos processos internos de avaliação da instituição – Autoavaliação, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo INEP, e atua com autonomia em relação a conselhos e demais órgãos colegiados existentes na instituição, garantindo a participação de todos os segmentos da comunidade acadêmica e de representantes da sociedade civil organizada.

A prática da autoavaliação como processo permanente será instrumento de construção e/ou consolidação de uma cultura de avaliação da instituição, com a qual a comunidade interna se identifique e se comprometa. É de fundamental importância para o aprimoramento da gestão acadêmica e administrativa na concepção da missão, dos objetivos e metas, visando à melhoria da qualidade do ensino oferecido, assim como, a responsabilidade social da Universidade. O seu caráter formativo deve permitir o aperfeiçoamento tanto pessoal (dos docentes, discentes e corpo técnico-administrativo) quanto institucional, pelo fato de colocar todos os atores em um processo de reflexão e autoconsciência.

Nesse sentido, a Autoavaliação Institucional é um processo contínuo, por meio do qual uma instituição constrói conhecimento sobre sua própria realidade, buscando melhorar a qualidade educativa e alcançar maior relevância social, devendo pautar-se nas orientações gerais elaboradas a partir das dimensões que definem a Instituição, quais sejam:


1.    A missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional;
2.    A política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação e a extensão;
3.    A responsabilidade social da instituição;
4.    A comunicação com a sociedade;
5.    As políticas de pessoal, de carreiras do corpo docente e corpo técnico-administrativo;
6.    A organização e gestão da instituição;
7.    A infraestrutura física;
8.    O planejamento e avaliação;
9.    As políticas de atendimento aos estudantes;
10.     A sustentabilidade financeira.

São atribuições da CPA:


• Planejar o processo de autoavaliação institucional, com efetiva participação da comunidade e compromisso dos dirigentes, definindo objetivos, estratégias, metodologias, recursos e calendário das ações avaliativas;
• Conduzir os processos de autoavaliação da Instituição;
• Propor e acompanhar a implementação de ações formativas;
• Acompanhar os processos de avaliação externa da Instituição e do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE;
• Implementar ações visando à sensibilização da comunidade universitária para o processo de avaliação na Universidade;
• Orientar os trabalhos das Comissões Setoriais de Avaliação;
• Fomentar a produção e a socialização do conhecimento na área de avaliação;
• Avaliar as dinâmicas, procedimentos e mecanismos internos de avaliação já existentes na Instituição para subsidiar os novos procedimentos;
• Articular-se com as Comissões Próprias de Avaliação de outras IES e com a Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior.