linha top1
Universidade Federal de Roraima

Diagnósticos e a atuação do Controle Interno

Ligado .

Entre as competências do controle interno estabelecidas pela Constituição Federal e nos demais dispositivos legais, é o órgão de assessoramento a gestão, mais voltado para a orientação e prevenção, do que para a fiscalização. Nesse sentindo, quando no desenvolvimento de seus trabalhos a CONIN buscará fornecer o suporte necessário aos atos de gestão para o seu melhor funcionamento, atuando dentro de toda esfera administrativa da Universidade.

  Sabendo que o gerenciamento é composto 07(sete) elementos, sendo eles, de acordo com o COSO: 

  • Ambiente interno;
  • Fixação de objetivos;
  • Identificação de eventos;
  • Resposta a risco;
  • Informações e Comunicação;
  • Monitoramento; e
  • Avaliação de riscos.

   O diagnóstico consiste no identificação dos riscos, no que a CONIN irá trabalhar usando check lists, pois esses possibilitam a visualização dos problemas das unidades e, a partir dessas informações, auxiliam na etapa de respostas aos riscos como subsídio para elaboração de controles mínimos necessários a mitigação desses.

  Por meio dessa identificação inicial será possível mapear os riscos de acordo com o seu grau de impacto sobre os objetivos institucionais, no que será adotado o Método GUT - Gravidade X Urgência X Tendencia para solução. Essa metodologia consiste na priorização de ações, levando em consideração a gravidade, a urgência e a tendencia dos riscos sobre o alcance dos objetivos, onde, para cada problema é dada uma nota quanto à gravidade, urgência e tendência, podendo ser 1 (um)=baixo, 3 (três)=médio e 5 (cinco)=alto, multiplicados os fatores, em que o resultado da escala dirá quais as prioridades.